Logo Alfaro
Fale com o Alfaro
Promovendo cidadania com informação
banner Alfarobanner Alfarobanner Alfaro

Mais Antigos

SELECIONE O MÊS/ANO
D S T Q Q S S
1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30
31


EMPURRANDO O TREM

terça-feira, 27 de Abril de 2010 | 16:53

O jornalista André Machado jovem e talentoso apresentador do programa “Gaúcha Atualidade”, é um dos meus comunicadores prediletos.

Tenho com ele contatos periódicos, geralmente através de telefonemas ou torpedos.

Num desses papos conversamos sobre blogs, o dele abrigado no Clicrbs e o projeto do meu Blog do Alfaro, aspiração independente.

Sem desestimular, André me disse das dificuldades que encontra para manter atual e interessante esse meio de comunicação.

Não obstante, mantive o objetivo, buscando apoio de protagonistas solidários que estivessem dispostos a colaborar com suas inteligências na formulação de um espaço democrático de discussões sobre temas atuais, relevantes.

No dia em que o “Blog do Alfaro” completa 1 mês de existência quero agradecer aos 1675 visitantes, contabilizados por IP e mais de 2058 acessos que recebemos, aos colunistas e visitantes pelos 46 artigos inéditos assinados, também ao pessoal da WD House, amigos e familiares pelo apoio e colaboração.

Continuarei, estou aberto a novas sugestões e propostas, mas confesso que apesar das dificuldades sinto-me gratificado pelos números e repercussão alcançados.

É o início, sinto-me como empurrando um trem, se é que isso já ocorreu ou é possível, mas estou feliz.

Fazer ou promover a cidadania com informação me parece o melhor caminho para independizar um povo, tenho perseverado nessa tarefa.

Quero ampliar e consolidar este maravilhoso espaço, para tanto conto com a participação efetiva de todos que aqui navegarem.


Escrito por Alberto Amaral Alfaro

SERRA ANDA ME ESCUTANDO

terça-feira, 27 de Abril de 2010 | 14:21

Dias atrás no programa que produzo e apresento diariamente na Rádio Nativa AM 740, o “Nativa Debate”, tratamos do assunto segurança pública. Nenhum tema é tão importante na atual conjuntura nacional considerando-se a proliferação do tráfico e consumo de drogas e das conseqüências desse “Mal do Milênio” nas vidas de todos nós. Todos, sem distinção são vítimas desse verdadeiro descontrole estatal sobre tamanha calamidade.

Com meus convidados do último dia 19 de abril, Coronéis da Reserva da Brigada Militar-RS, De Castro e Penna Rey, mais o colega Valdomiro Lima, tratamos sobre o GGI – Gabinete de Gestão Integrada, que busca, a nível de Município, integrar e promover instituições e ações de segurança.

Na ocasião ressaltei que são importantes e significativas essas ações. No entanto, o tempo e o avanço do sentimento de insegurança no seio da população, demandam medidas emergentes, mais concretas e definitivas. Faltam-nos políticas públicas, faltam recursos e investimentos. Propus e sugeri que quando um Governo, independente da esfera em que atua, está sinceramente comprometido com determinado assunto deve criar uma estrutura executiva para implementar projetos e ações.

Hoje, segunda-feira, 26 de abril de 2010, ao escutar entrevista do Presidenciável Jose Serra ao Jornalista Datena da Rede Bandeirantes, ouvi o seu compromisso de criar o Ministério da Segurança. Muitos poderão dizer: Já temos tantos ministérios, isso é o mais fácil, criar cargos e despesas, respeito, mas na realidade existem problemas que só com gestos claros e concretos poderão ser enfrentados, segurança pública é um desses.

Na conversa com os Coronéis propus, a nível Municipal, essa providência, Jose Serra deve andar me escutando.

 


Escrito por Alberto Amaral Alfaro

A MAIOR DOR DO MUNDO

sexta-feira, 23 de Abril de 2010 | 17:44

Recordo-me que quando criança tinha um verdadeiro pavor em pensar na possibilidade da morte de minha mãe.

Achava que não teria condições de suportar tamanha dor, que seria impossível sobreviver a sua falta.

O tempo foi passando, passando e continuo preocupado com a saúde da minha mãe, não obstante, com as mudanças naturais em minha vida tornei-me pai e avô.

Sempre quando tenho momentos de maior intimidade, maior abertura com meus diletos amigos e amigas, contemporâneos, noto que a maior preocupação de todos é com a saúde e futuro dos seus descendentes, com os perigos da juventude, onde desafiam por imaturidade e desconhecimento, princípios elementares de segurança.

As conversas sempre chegam às mesmas conclusões: A maior dor do mundo é a perda de um filho, quando se inverte a lógica da vida, que é os filhos sepultarem os seus pais e prosseguirem a cadeia natural da existência.

Todas as mortes são perdas, é um acontecimento para o qual poucos estão preparados, mas aceitamos aquelas em conseqüência de enfermidades e longa vida com um velho e surrado consolo: Descansou.

Um querido casal amigo nosso, o Dalton e a Beth Scott Hood, passou por essa provação no último dia 19 de Abril, a morte trágica de seu amado filho Rogério.

No auge da sua promissora carreira profissional, aos vinte e oito anos, um acidente de carro ceifou brutal e prematuramente sua vida, deixando um rastro de dor e tristeza.

Apesar da experiência de vida, faltaram-me argumentos para amenizar tamanha dor, ninguém os tem, não existem.

Tenho pensado muito nesse infausto acontecimento, revendo a vida, revendo conceitos.

Aos pais e irmãos do Rogério nada a dizer diante da nossa impotência apenas que contem com a nossa solidariedade, com nosso carinho e compreensão para que esta dor seja amenizada, suportada.


Escrito por Alberto Amaral Alfaro

  65-66-67-68-69-70-71  

^ topo

QUEM SOU

Alberto Amaral Alfaro

natural de Rio Grande – RS, advogado, empresário, corretor de imóveis, radialista e blogueiro.

ENTREVISTAS

O QUE EU LEIO

ÚLTIMAS 10 POSTAGENS


Ouça a Rádio Cultura Riograndina

ARQUIVOS

WD House

Blog do @lfaro - Todos os direitos reservados