Logo Alfaro
Fale com o Alfaro
Promovendo cidadania com informação
banner Alfarobanner Alfarobanner Alfaro

A Democracia e a Educação

segunda-feira, 23 de Fevereiro de 2015 | 10:27

Os representantes do Estado Democrático De Direito estão Lá, nos assentos que agora ocupam e, traçam os planos para se firmarem nessa carreira lucrativa, a política. Nos bastidores da democracia os eleitos escorregam na linha da ética, fecham a constituição e rasgam os discursos das campanhas eleitorais. Os supostos homens do povo mostram suas caras e sem nenhuma vergonha fazem conchavos para enriquecerem a custa da ingenuidade dos eleitores.

Negociam cargos, vendem influência e ignoram quem os colocou lá. Os incautos ainda os aplaudem e os respeitam, os cautelosos só os observam, os inteligentes já admitem que caíram noutra armadilha das manobras políticas.

Somos como o gado que pasta livre nas grandes fazendas enquanto os políticos são como os representantes dos protetores dos direitos dos animais. Esses últimos debatem na churrascaria deliciando uma boa picanha. Pois é. Esses protetores do direito dos animais apenas discutem o melhor método de abatê-los, sem sofrimento.

E, os políticos que lutam pelos direitos humanos; que estão na constituição federal, discutem sobre liberdade, igualdade e fraternidade. Debatem sobre escola, saúde, moradia, alimentação e outros tantos direitos supostamente garantidos por lei. Sobre isso, apenas fazem reuniões e seminários com lindas palestras sobre o tema. E, quem serve os cafezinhos, almoços, drinques e todos os outros mimos que os nobres políticos exigem em um país democrático, são os injustiçados que, como escravos, se submetem a essa subserviência constrangedora. Pois ali falam sobre eles, mas como se eles não estivessem em cena. Para os políticos os pobres são invisíveis. Somente são vistos nas campanhas eleitorais.

Os nobres políticos sentam ás mesas fartas, e os serviçais vestindo trajes específicos de uma casta inferior não perdem um só movimento de seus líderes. Com os olhos atentos, basta um sinal para voltarem a servi-los como verdadeiros senhores detentores de uma coroa. Ao passo que as festas iluminam as noites, as escolas mínguam ao dia por falta de recursos. Que ironia!

Será que um povo educado em uma excelente escola básica e um ensino médio de qualidade votaria nesses sujeitos? Pois é. Por isso o governo investe apenas nos cursos superiores; crianças e adolescente não são obrigados a votar.

O FIES e o PROUNI juntos gastam mais que 100mil escolas de ensino fundamental, mas são votos certos nas urnas.

Porém, um povo com excelente educação básica construiria um país enormemente mais igualitário e um povo com curso superior de péssima qualidade não enriquece nenhuma nação. De que adianta levar para os bancos da faculdade quem não se disciplinou para estudar. Formar caráter, não é missão das universidades.

Qualidade humana se obtém com princípios absorvidos enquanto somos preparados para a vida em sociedade e, isso acontece quando damos os primeiros passos; na pré-escola. Essa sim tem que ser de qualidade, sem apelos das bandeiras dos partidos políticos.

*Professor e corretor de imóveis

 


Escrito por Nery Porto Fabres

Comentários (0) | Indicar um amigo


^ topo

QUEM SOU

Alberto Amaral Alfaro

natural de Rio Grande – RS, advogado, empresário, corretor de imóveis, radialista e blogueiro.

ENTREVISTAS

O QUE EU LEIO

ÚLTIMAS 10 POSTAGENS


Ouça a Rádio Cultura Riograndina

ARQUIVOS

WD House

Blog do @lfaro - Todos os direitos reservados